••• Dra Marcella – Reumatologista – Rio de Janeiro – Barra da Tijuca

A Fibromialgia e o sono

A Fibromialgia e o sono

A Fibromialgia é uma condição médica que causa dor generalizada nos músculos e articulações, rigidez muscular e fadiga crônica intensa. As mulheres de meia idade são mais acometidas pela doença, porém essa pode surgir em qualquer sexo ou faixa etária. Antigamente, acreditava-se tratar de sintomas “psicológicos”, porém atualmente estudos mostraram que a doença existe de fato e acomete 2-6% da população geral.

Diversos artigos científicos comprovaram, através da polissonografia e questionários sobre a qualidade do sono, que pacientes com Fibromialgia possuem um sono de pior qualidade, menor eficiência, apresentando sono mais leve, dificuldade para começar a dormir e menos horas de sono, quando comparados a pessoas sem a doença. Da mesma forma, há evidência de que distúrbios do sono estão associados à dor e a outros sintomas comuns nos pacientes com Fibromialgia, como cefaleia, dificuldade de memória, síndrome das pernas inquietas, transtornos de depressão e ansiedade.

Portanto, para pacientes com Fibromialgia, a relação entre sono e dor torna-se um ciclo vicioso: a dor dificulta a dormir e a privação de sono piora a dor, assim como a fadiga; fazendo-se necessário buscar acompanhamento médico para auxiliar nesse circuito. Porém, algumas mudanças simples na rotina já podem ajudar na melhoria do sono. Veja abaixo algumas dicas de como alterar seus hábitos em prol de uma noite melhor:

  • Não consumir cafeína (café, mate, alguns refrigerantes) na segunda metade da tarde, por ser uma bebida estimulante e se manter na circulação sanguínea durante horas;
  • Evitar o consumo de bebida alcoólica nas horas antes de ir dormir, pois, apesar de poder aumentar a sonolência e ajudar a dormir, pode também dificultar o sono profundo e contínuo;
  • Comer alimentos leves no jantar e na ceia;
  • Aromas agradáveis auxiliam e um sono melhor e mais revigorante: o uso de lavanda no corpo ou ter velas aromatizadas pelo quarto não irão curar a insônia, porém podem fazer parte de uma rotina tranquilizante nas horas de antes de ir para a cama;
  • Ter um quarto sem poeira ou objetos que acumulem ácaros, principalmente para os pacientes portadores de rinite e asma;
  • Criar um som ambiente constante (como do ar condicionado, ventilador) ajuda a mascarar outros sons de dentro e fora de casa;
  • Evitar o uso de aparelhos eletrônicos (celular, tablet, computador) e TV nas horas antes de dormir, pois podem causar ansiedade e tirar o sono, devido às alterações de tom dos sons e à luz branca;
  • Manter o quarto escuro e com boa temperatura;
  • Fazer atividades relaxantes antes de dormir, como leitura ou escutar músicas tranquilas;
  • Evitar sonecas ao longo do dia;
  • Fazer atividade física regularmente, mas evitar nas horas antes de ir dormir.

 

Para o tratamento da Fibromialgia, é necessário o acompanhamento por Reumatologista. Procure ajuda médica para diagnóstico e tratamento adequados.

 

Dra. Marcella Andrade

CRM 52.95792-5

Deixe um comentário